Arquivo

Archive for agosto \15\+00:00 2016

“Qui KiZomba é essa?”

Mais um dos meus “diálogos fictícios”. Faz tempo que eu não inventava um desses… Mas antes um preâmbulo rápido:
Há que saiba que em determinado momento da minha vida eu tive que fazer certas escolhas complicadas. Algumas destas escolhas me levaram a me afastar do “mercado” das Danças de Salão. Quando passei no TJ e minha fonte de renda principal mudou, passei a me dedicar exclusivamente às danças que EU mais gostava, deixando de lado todas as outras. Em determinado momento eu simplesmente parei de dar aulas, e passei apenas a me reunir em casa com amigos e conhecidos, no finado “Clube de Tango”.
Antes MESMO de entrar no TJ, eu já tinha começado a me “especializar” (embora eu não ache que essa palavra se aplique corretamente ao que fiz). Eu me tornei “uma pessoa muito mais teórica do que prática”, o que não considero algo negativo. Vamos, então ao “DIÁLOGO FICTÍCIO” de hoje.
***
Apressado, Gê correu para o elevador:
– Segura, Duda… Segura!!!
– Relaxe, man. Num vô sem você não, senão a gente num cunversa. Vai subir?
– Vou. Tô vino agora de um workshop bala de Kizomba, pae… cum professor istrangêro.
– Hm. E aí, gostou?
– Achei massa!! Agora achei uma viaje qui uns passinho que aprendi lá parecia com aqueles que a gente fazia lá no clube de tango… e outros com uns de salsa daquele curso com Alexei, tu lembra?
– E o professor era Angolano mesmo? aprendeu lá?
– hã?
– O professor… ele estuda cultura Africana também? ou só dá aula de Kizomba?
– Não… ele é Argentino. Mas já deu aula na Alemanha, em Londres… Ele aprendeu Bachata lá na Itália. Aí tem uns quatro meses que ele se especializou em Kizomba… Uma viaje o workshop dele, mééééén… cheio de muléééé…

– Hmmm… entendi. Mas e aí? como é assim a aula? Que movimentos são esses que vc disse que parece com tango, salsa…

– tipo… tem aquele com as sacada de perna, tem uns “ésse” também… mas é tudo bem sensual… rebolando. Aí tem uns giros parecidos com a Salsa. Tudo bem sensual, bem rebolativo. Lembra um pouco o zouk…
– Bom… eu não entendo nada de Kizomba… nunca fiz uma aula sequer. Sei que se trata de um elemento importante da cultura negra e africana. Um dia, quem sabe, eu faço umas aulas. Quem é esse professor mesmo?
– Péra… vou mostrar uma foto… aqui ó… esse aqui do meio… o lôro…
– ….   valeu man… meu andar é esse… vc fica aqui?

– Não… esqueci um negócio lá em baixo… vou descer…

– Vá lá… desça mesmo…

– oi?

– Nada não… vá lá… até…

******************************
P.S. Estamos na era do youtube, gente… comparem os  vários “estilos” de Kizomba que lhe são apresentados. Vejam quais deles são fiéis ao ritmo original e quais deles foram modificados para se enquadrar em um mercado pré-existente. Sobre as “Kizombas” menos elaboradas, sem elementos de zouk, salsa e tango, cabe lembrar que  existe outra dança africana, também dançada em Angola, chamada “Tarraxina” ou  “Tarraxinha” e que é comumente “vendida” como Kizomba. 😉

Como eu disse… danças africanas não são minha praia… eu não sei nada de Kizomba pra sair ensinando…   mas pelo menos eu posso dizer que não saio inventando passo rebolativo pra dar workshop.

Boa noite e de nada…

Categorias:Uncategorized